Fundado em maio de 1993 pelo Maestro Arnon Sávio Reis de Oliveira, o Coro surgiu em torno proposta de desenvolvimento contínuo da formação madrigal. Contando já com a experiência da maioria dos cantores, logo o Madrigale se apresentou pela primeira vez, trazendo ao público o que seria a característica marcante do trabalho deste grupo: um repertório forte dentro do campo erudito, com ênfase na renascença e na música coral brasileira de câmara, no caso, somente possível pela qualidade técnica vocal do grupo. Com o tempo, a abordagem dos compositores do período colonial brasileiro conduziu o coro às composições dos períodos barroco e clássico europeu como subsídio básico à compreensão dos estilos formadores desta música brasileira.

Fotos: Bendita Fotografia.

 

Sopranos

Carla Lopes
Emanuelle Cardoso
Fernanda Valadares
Indaiara Patrocínio
Ingrid Correa
Isabella Santos
Jennifer de Carvalho
Letícia Muniz
Maria Cecília Soares
Mônica Ramos
Patrícia Cardoso

 
IMG_9524.jpg

Contraltos

Alice Vasconcelos
Aline Magalhães
Daniele Fischer
Flávia Reis
Luiza Dornelas
Maria Célia Silveira
Maria Teresa Félix
Mariana Redd
Marília Ruas
Walter Junior

 
IMG_9379.jpg

Tenores

André Fadul
Joubert Oliveira
Gabriel Sampaio
Marco Antônio Verona
Matheus Almeida
Paulo Henrique Dutra

 
BEND2351.png

Baixos

Camillo Esteves Paiva
Carlos Henrique Gomes
Gásparo Boschi
José Eustáquio Ramos
Leandro Costa Braga
Sérgio Borborema
Vinícius LaGuardia

 
BEND1742.jpg

O Maestro

Arnon Oliveira é graduado em Piano e Regência pela Escola de Música da UFMG. Mestre em Musicologia, com ênfase em Música Brasileira, pela Unirio. Doutor em História, com ênfase em História Social da Cultura, pela UFMG. Professor de Regência também na Escola de Música. Coordenador dos corais do Centro de Musicalização Integrada (CMI) e subcoordenador do Núcleo de Música Coral da UFMG. Regente e diretor artístico do Coro Madrigale. Pesquisador e musicólogo responsável pelo resgate e primeira apresentação de várias obras de compositores de Minas Gerais, do período colonial e do século XX (Lobo de Mesquita, Pe. João de Deus de Castro Lobo, Manoel Dias de Oliveira, Hostílio Soares).

 
BEND6490.jpg
 

Ao longo dos anos, a formação original (madrigal) foi sendo alterada, graças ao aumento do número de cantores e da experimentação de repertórios de estilos diversos. Atualmente, o Madrigale mantém uma formação básica de 32 cantores, que pode ser ampliada ou diminuída de acordo com a necessidade específica de cada concerto.

 

Somos uma associação de artistas sem fins lucrativos.
Existimos por meio de parcerias e colaborações diversas.

IMG_9501.JPG